Recrutamento e Seleção, Um desafio para as Empresas

Trabalho em Equipe, Sua Empresa Joga para Ganhar?
Trabalho em Equipe, Sua Empresa Joga para Ganhar?
25 de Julho de 2015
5 Erros de Gestão que Comprometem os Resultados da sua Empresa
5 Erros de Gestão que Comprometem os Resultados da sua Empresa
27 de Julho de 2015

Recrutamento e Seleção, Um desafio para as Empresas

Recrutamento e Seleção, Um desafio para as Empresas

Desafios para um Recrutamento Eficiente

Segundo MARRAS (2002), o século XXI será o século da descoberta das pessoas na sua essência e plenitude. E, com a rapidez das informações, as exigências do mercado computadorizado e globalizado, a busca intensa pela qualidade e produtividade, as empresas estão cada vez mais exigentes em seus processos de recrutamento e seleção.

A procura por profissionais que sejam ao mesmo tempo, criativo, bem informado, capacitado, crítico, alerta, curioso, com espírito de liderança e ainda tenha um elevado senso de equipe para exercer suas tarefas proficientemente. Por causa dessa exigência do mercado, o recrutamento de profissionais qualificados passou a ser o grande desafio para as empresas. O que se vê notoriamente nas pequenas instituições, e ainda em muitas de médio porte, incluindo-se empresas familiares, é a falta de um departamento de Recursos Humanos bem estruturado ou a sua total ausência, o que é bem mais preocupante.

A tarefa de contratar bons profissionais é estratégica e o setor deverá estar bem preparado, pois quando existe improviso, pressão e despreparo, dificilmente o departamento ou seu responsável conseguirá os resultado desejados. O recrutamento e seleção de pessoas no mercado são atividades com metodologia própria e não pode ser vivenciada como uma tarefa eventual, subjetiva e sem a devida importância.

O que acontece ainda e com bastante frequência é que os empresários, líderes, não prestam muita atenção às pessoas e ao que elas podem ou não fazer em relação à empresa, pois estão muito ocupados em tornar seus negócios maiores e mais competitivos, esquecendo-se de que para que ocorra tal avanço, é preciso ter um olhar muito especial ao seu grupo de colaboradores.

O recrutamento nas empresas de maior porte, que repensaram sua área de recursos humanos, envolvem em seu processo seletivo perfis de competências comportamentais, observando-se que a competência técnica sozinha não sustenta uma pessoa no cargo. De acordo com Rabaglio (apud BISPO, 2003), esta é uma metodologia desenvolvida para os gestores selecionarem seus times de trabalho com consistência, foco e objetividade.

6 Dicas Essenciais para um Bom Recrutamento:

  1. Possuir a descrição do cargo pleiteado
  2. Conhecer o perfil desse cargo, ou seja, saber quais são seus pré-requisitos;
  3. Avaliar se a competência técnica (se for um cargo específico e que demande conhecimento ou afinidade) do candidato é adequada para o cargo demandado;
  4. Levantar, no máximo, duas competências comportamentais mais relevantes que o candidato deverá possuir para inserir-se no ambiente empresarial e no cargo e, assim, exercer satisfatoriamente sua função;
  5. Usar uma metodologia para fazer as entrevistas, que poderá ser: estruturada (com roteiro preestabelecido) e não estruturada (sem roteiro, mas com direcionamento);
  6. Avaliar imparcialmente, sem fazer juízo de valor, ou subjetivamente.

Dessa forma, a opção do modelo de seleção fica restrita a cada empresa, devendo assim ser analisados todos os fatores intervenientes no processo – hoje, a seleção não pode ser executada somente para preenchimentos de cargos, de forma aleatória, sem um planejamento criterioso em relação à identificação das competências preponderantes à organização. Lembrando, que no século XXI, o ser humano vive a sua essência e a sua plenitude, integralmente.

Cida Montijo
Publicado na Revista ‘Abastece BA’ – Março 2015

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *